AlimentaçãoEmagrecerPerder Peso

CAFÉ E SEUS BENEFÍCIOS

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]Aqueles que cultivam o hábito de beber café diariamente ingerem uma série de nutrientes. Destacam-se entre eles, a cafeína -famosa por seu efeito estimulante que dá aquela energia extra para o organismo. Além disso, o grão é repleto de compostos antioxidantes, vitaminas e minerais que trazem diversos benefícios e pode até mesmo prevenir doenças. Quer saber mais sobre esses benefícios? Confira abaixo:

Afasta os problemas cardíacos

Uma pesquisa mostrou que quatro doses diárias do café diminuem em até 11% o risco de insuficiência cardíaca, que é uma condição em que o coração não consegue bombear o sangue adequadamente para o corpo. Ao que tudo indica, os responsáveis por esse benefício são os polifenóis da bebida. Eles combatem os radicais livres no organismo que alteraram o DNA e aumentam o colesterol ruim no corpo, causando problemas cardíacos como infartos.

Ajuda no emagrecimento

O café acelera o metabolismo e a queima de gordura. De acordo com um estudo a queima de gordura ocorre devido à ativação do sistema nervoso simpático e a oxidação lipídica. A cafeína aumenta os níveis de adrenalina no sangue, que dilui as células de gordura e as libera para o sangue. O efeito termogênico também é bastante apontado quando se fala em emagrecimento e café. E apesar de ele ser importante por acelerar o metabolismo, é importante lembrar que os alimentos não são consumidos em quantidade suficiente para sozinho promoverem o emagrecimento.

Previne diabetes

Diversos estudos científicos comprovam que o consumo moderado do café pode diminuir a glicemia no sangue de pessoas com diabetes. O café, tanto o regular quanto o descafeinado, possui antioxidantes como o ácido clorogênico, que tem sido associado ao aumento da sensibilidade da insulina, o que contribui para a redução do risco de desenvolver diabetes tipo 2. O magnésio presente no café também desencadeia a mesma ação.

Dá energia

O café é considerado um estimulante energético, e não é apenas fama. A bebida realmente deixa o organismo mais ativo. As substâncias presentes no poderoso grão fazem com que o rendimento do corpo aumente e combatem o sono e o cansaço. A cafeína estimula o sistema nervoso central, que está associado a uma melhora no estado de alerta, na capacidade de aprendizado e resistência ao esforço físico.

Evita problemas respiratórios

A cafeína possui um efeito broncodilatador e reduz a fadiga dos músculos respiratórios. Diversos estudos comprovam que a probabilidade dos consumidores moderados de café desenvolver os sintomas usuais de asma é, em média, 30% menor do que os não consumidores. Após o consumo moderado do café, há uma melhora na função pulmonar por até 2h. Pesquisas também mostram que reduzem os sintomas e podem prevenir manifestações da doença.

Previne câncer

Há diversas evidências científicas que comprovam a sua eficácia para diferentes tipos de câncer. Estudos recentes têm demonstrado que o consumo moderado de café pode reduzir em 18% o risco de câncer. Acredita-se que esse benefício ocorra devido à presença de antioxidantes no café, substâncias responsáveis por combater os radicais.

Melhora o intestino

O café ajuda a liberar um hormônio que estimula o intestino grosso a realizar os movimentos gástricos. O consumo da bebida aumenta as contrações do intestino, que empurram os resíduos para fora do organismo. Além disso, a cafeína provoca um aumento na produção de ácidos biliares no corpo. Beber café pode fazer com que a vesícula libere a bile no intestino, o que solta o intestino e aumenta a vontade de ir ao banheiro.

Aumenta a memória

A cafeína fortalece alguns tipos de memória por até 24 horas após seu consumo. A pesquisa foi realizada com 44 pessoas e foi comprovado que o cérebro apresentou um nível mais profundo de retenção de memória em pessoas que consumiram mais cafeína.

Diminui pedras nos rins

O cálculo renal, conhecido também como pedra nos rins, ocorre quando há formação de massas sólidas nos rins e canais urinários. E o café pode aliviar esse problema de saúde. Foi comprovado que quem consome mais café tem um risco de até 31% menor de ter cálculo renal. Os pesquisadores afirmaram que a cafeína deixa a urina mais diluída, o que evita a formação das pedras nos rins.

Combate a depressão

Já foi comprovado que doses moderadas de cafeína alteram positivamente o humor e aumentam a disposição devido a seu efeito estimulante.

 

Aumenta a expectativa de vida

Quem quer viver mais, deve tomar mais café, de acordo com uma investigação. De acordo com pesquisadores, homens que bebem de três a quatro xícaras de café por dia têm um ganho de 10% na expectativa de vida; já para as mulheres esse número sobe para 13%. Isso ocorre devido ao fato do café ser uma das maiores fontes de antioxidantes.

Ameniza sintomas do Parkinson

Pessoas com Parkinson sofrem devido a uma degeneração severa dos neurônios que causando incapacidade de controle voluntário dos movimentos (tremores), rigidez e instabilidade postural. O café pode amenizar esses sintomas. Cerca de 60 pacientes ingeriram o equivalente a duas xícaras de café por dia e tiveram melhora na coordenação motora. A justificativa é que o café contribui para o funcionamento do neurotransmissor dopamina, que diminui os sintomas da doença.

Previne o Alzheimer

A cafeína pode proteger o cérebro contra danos causados por dietas ricas em colesterol e prevenir o Alzheimer. A cafeína reforça a barreira sanguínea do cérebro, responsável por proteger o sistema nervoso central contra substâncias químicas presentes no sangue.

Combate inflamações

A inflamação do organismo é uma resposta para o sistema imunológico e o papel da cafeína no processo seria o de regular e reduzir esse problema no organismo. A cafeína age contra a inflamação crônica do corpo causada pelo envelhecimento. Diversos estudos apontam que a cafeína, principal substância encontrada na bebida, auxilia na prevenção e tratamento de doenças por ter efeito anti-inflamatório.

Reduz risco de AVC

Estudos sugerem que beber café regularmente diminui o risco de acidente vascular cerebral (AVC). Alguns estudos indicam que o café tem efeito antioxidante, diminui a acumulação de gorduras saturadas e reduz a resistência à insulina, propriedades que podem minimizar o risco de AVC.

Diminui riscos de esclerose múltipla

Quem consome de quatro a seis xícaras de café por dia pode ter menos chance de desenvolver esclerose múltipla. A cafeína tem efeito protetor no cérebro. O estudo demonstrou que as pessoas que não beberam café são mais propensas a desenvolver a doença que é autoimune, afeta o cérebro e a medula espinhal.

Protege contra danos causados pelo sol

Outro benefício comprovado do café é em relação aos efeitos nocivos do sol. Quanto maior o consumo de cafeína, menores as chances de desenvolver o carcinoma basocelular, um tipo de câncer de pele. Os pesquisadores chegaram à conclusão de que a cafeína pode bloquear o desenvolvimento de tumores na pele.

 

Mas beba café com moderação!

 

[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/3″][vc_widget_sidebar sidebar_id=”sidebar-1″][/vc_column][/vc_row]
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar